Moagem de cana chegou a 47,4 milhões de toneladas na safra em Mato Grosso do Sul - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estado

Produção de cana de açúcar cresce 5,6% e indústrias focam mercado de etanol

Setor sucroenergético de Mato Grosso do Sul começa o ano de 2019 com expectativa de recuperação no volume de moagem de cana-de-açúcar em relação ao ano passado e tendência de estabilidade no número de usinas instaladas no Estado, após série de fechamentos em anos anteriores.

De acordo com dados repassados pela Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), foram 19 unidades em operação nesta safra, todas com produção de etanol (hidratado e anidro). Desse total, dez delas funcionaram com produção de açúcar e 12 exportando bioeletricidade para o Sistema Interligado Nacional (SIN). O número deve permanecer o mesmo para a próxima safra, projeta a associação. 

As usinas em atividade no Estado estão situadas nos municípios de Angélica, Ivinhema, Dourados, Maracaju, Rio Brilhante, Ponta Porã, Bataiporã, Aparecida do Taboado, Costa Rica, Chapadão do Sul, Rio Brilhante, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Vicentina, Fátima do Sul, Caarapó e Sonora.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite Correio do Estado com a matéria completa.