Para a NOVUS, a ferramenta que pode gerar uma real inovação no mercado de instrumentos eletrônicos é muito simples: pesquisa!

0
691
novusautomation
Novus está na FIEE Smart Future

Entender seu mercado, identificar os objetivos, pontos fortes e fracos e assim trazer um produto assertivo. Tudo isso faz parte do objetivo da empresa, que encontrou na FIEE Smart Future uma plataforma para ajudar nessa missão!

Pesquisar as potencialidades e limitações das novas tecnologias, pesquisar quais os impactos de sua aplicação e por fim, pesquisar as reais carências do mercado, permitem o desenvolvimento com maior propriedade e otimização, gerando soluções realmente inovadoras e competitivas. ”

Fabio Pfeiffer, gerente de mercado nacional da NOVUS
Fabio Pfeiffer, gerente de mercado nacional da NOVUS

Essa é a resposta de Fabio Pfeiffer, gerente de mercado nacional da NOVUS Produtos Eletrônicos, ao falar sobre a estratégia da marca para buscar inovações! A empresa brasileira, que foi fundada em 1982, tem como objetivo principal estar capacitada tecnologicamente para atender os rígidos requisitos de certificação em sintonia com as mais exigentes normas ambientais no mercado de produtos eletrônicos.

Outra estratégia que a marca adotou para estar em contato com o mercado e entender suas necessidades é fechar a participação na FIEE Smart Future, única plataforma de negócios com mais de 60 anos de expertise e que oferecerá acesso às tendências das tecnologias disruptivas que estão transformando a indústria.

Confira a entrevista completa e entenda o posicionamento da NOVUS com o mercado brasileiro:

FIEE Smart Future – O mercado está em momento de retomada, focado em novas tecnologias e soluções para o futuro. Qual você acredita que é o destaque da sua empresa para esta fase?

Fabio Pfeiffer – A NOVUS acredita nesta retomada e está preparada para atender a demanda do mercado com suas soluções voltadas para IoT. Um exemplo a destacar é a nossa linha LogBox Connect, capaz de ler e registrar dados de diferentes grandezas físicas e os entregar na “nuvem“ com segurança e agilidade, utilizando diferentes padrões de comunicação e protocolos de dados.  Além desta linha estamos em larga expansão com produtos voltados a coleta de dados em campo.

FIEE Smart Future – Na visão da empresa, quais os principais desafios do setor?

Fabio Pfeiffer – Entendemos que um dos grandes desafios esteja em superar o momento de instabilidade econômica, que ainda apresenta reflexos. Garantir ao mercado comprador que a indústria eletro e eletrônica nacional está pronta para atender a demanda crescente com qualidade e competitividade.

FIEE Smart Future – Como você enxerga a transformação dos setores de elétrica, eletrônica, energia e automação no Brasil?

Fabio Pfeiffer – Enxergamos esta transformação com otimismo. Entendemos ser fruto do amadurecimento destes setores representado por empresas nacionais com experiência e tecnologia global. A oferta de novas soluções, na vanguarda da tecnologia global, como por exemplo controladores com programação em linguagens modernas, casa perfeitamente com este cenário.

FIEE Smart Future – Quais soluções a sua empresa acredita que devem ser destaque no setor para trazer transformação digital e conectividade para o mercado?

Fabio Pfeiffer – Não resta dúvida que a transformação digital passa por um forte investimento em sensoriamento dos processos. Transformar as grandezas físicas em informação digital, passa por dispositivos de campo capazes de ler com precisão, registrar localmente e enviar para os sistemas de Big Data realizarem as análises e gestão dos processos. Reconhecemos o grande valor e as crescentes capacidades dos sistemas em nuvem, dotados de inteligência analítica para a tomada de decisão, ainda assim, a base para esta transformação está na capacidade de sensoriamento dos processos de forma ágil e competitiva.

FIEE Smart Future – Qual deve ser o foco do investimento do setor para que o mercado se desenvolva fortemente até 2019?

Fabio Pfeiffer – Nossa percepção é que o foco deve estar na pesquisa. Em geral, percebemos que o mercado está repleto de empresas com áreas denominadas Pesquisa e Desenvolvimento, porém com o foco desproporcionalmente voltado para o D (desenvolvimento). Entendemos, e é assim que a NOVUS atua, que o P (pesquisa) é que permite a real inovação. Pesquisar as potencialidades e limitações das novas tecnologias, pesquisar quais os impactos de sua aplicação e por fim, pesquisar as reais carências do mercado, permitem o desenvolvimento com maior propriedade e otimização, gerando soluções realmente inovadoras e competitivas.

FIEE Smart Future – Para a sua empresa, quais fatores são cruciais para a movimentação dos setores de elétrica, eletrônica, energia e automação?

Fabio Pfeiffer – Existem diversos fatores. Na indústria, por exemplo, a busca por eficiência e competitividade é um dos principais impulsionadores da aplicação de tecnologia e automação. Realizar processos com o menor uso de recursos, com ganhos de produtividade e com conhecimento profundo de todas as etapas são ganhos oferecidos pela aplicação das tecnologias de monitoramento e automação. Esta é uma realidade que não fica limitada a indústria. Outros setores como saúde, logística e infraestrutura, por exemplo, também devem e estão ganhando em produtividade e qualidade com a aplicação de soluções de monitoramento e automação.


A FIEE Smart Future está com o credenciamento aberto e gratuito para profissionais da indústria que poderão conferir de perto as novidades da NOVUS de 23 a 26 de julho, no São Paulo Expo.