Exigências nutricionais da cana-de-açúcar

0
1046

Já estamos a todo vapor na safra da cana-de-açúcar. Até a primeira metade de maio já foram processadas 38,63 milhões de toneladas na região Centro-Sul. A previsão para a safra 2018/19 é que 567 milhões de toneladas sejam processadas.

Claro que para atingir toda essa produção, as plantas de cana-de-açúcar precisam estar bem nutridas. E para tanto, um solo fértil é essencial. Isso porque o açúcar (sacarose) e o álcool etílico são produzidos lá no campo. As usinas e destilarias apenas extraem e transformam a matéria-prima.

A demanda da cana por nutrientes varia de acordo com o potencial produtivo esperado. Geralmente, a cana planta é mais exigente que a cana soca. Em compensação, a cana planta consegue se beneficiar do nitrogênio (N) mineralizado no solo, fazendo com que a demanda de fertilizante nitrogenado seja maior para cana soca do que para cana planta.

Em relação aos macronutrientes, o nitrogênio é necessário em grandes quantidades. É ele quem ajuda a aumentar a produção de matéria seca e a produtividade. O fósforo (P), é bastante exigido no início do desenvolvimento da planta.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite Blog Canal Rural.