Estima-se uma economia de energia de 7 bilhões de reais com a Indústria 4.0 (iStock/Abril Branded Content)

Tecnologia contribui para a otimização de processos e aumenta a eficiência energética

A digitalização vem se consolidando em todo o mundo principalmente por sua capacidade de transformação profunda em todos os tipos de empresas. O uso de tecnologias como big data e inteligência artificial já não é mais exclusivo de poucos. E a indústria é um dos setores que tendem a se beneficiar, e muito, com esse tipo de inovação, no que se convencionou chamar de Indústria 4.0. Nela, as máquinas são dotadas de sensores que se comunicam entre si – e tornam o processo produtivo cada vez mais eficiente. 

Segundo levantamento da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a estimativa anual de redução de custos industriais no Brasil, a partir da migração da indústria para o conceito 4.0, será de, no mínimo, 73 bilhões de reais por ano. Desse montante, 34 bilhões se referem à redução de custos de manutenção de equipamentos e 7 bilhões de reais, à economia de energia.

Para se ter uma ideia de como é a situação do setor no país hoje, vale ressaltar os dados do American Council for an Energy-Efficient Economy. O conselho americano, que avalia as políticas públicas e as práticas empresariais de gestão eficiente de energia das maiores nações consumidoras, aponta que o Brasil ainda está muito aquém de seu potencial.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions Alcantara Machado sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Exame com a matéria completa.