Comissão do Senado aprova compra de energia por consumidor direto de geradora

0
219
Energia-Geração-Eletricidade

A Comissão de Infraestrutura do Senado Federal aprovou nesta terça-feira, 3, o projeto de lei que estabelece um novo marco regulatório para o setor elétrico. O texto permite que, em três anos e meio, todos os consumidores possam fazer parte do chamado mercado livre de energia. Neste ambiente, é possível negociar preço, quantidade e até a fonte da energia diretamente com os donos das usinas.

Atualmente só quem consome mais de 3 mil quilowatts (kW) por mês (grandes consumidores, como indústrias) pode comprar energia diretamente de qualquer gerador. Os pequenos consumidores, como os residenciais, têm de comprar de uma empresa distribuidora de energia elétrica.

O prazo de três anos e meio para que todos os consumidores possam escolher livremente seu fornecedor de energia, no entanto, é considerado apertado por integrantes do governo ouvidos reservadamente pelo Estadão/Broadcast.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions. Para continuar lendo, visite o site Estadão com a matéria completa.