Blindagem dos cabos: para que serve e quais são os tipos utilizados

0
236

A blindagem de um cabo elétrico seja de potência, controle, sinal, dados, entre outros possui funções. Entre eles, o objetivo é de minimizar ou eliminar possíveis problemas relacionados com interferências eletromagnéticas que podem ocorrer no local onde os cabos estão instalados.

“Essas interferências podem prejudicar seriamente o funcionamento dos equipamentos eletroeletrônicos. O que implica, muitas vezes, em falhas na operação, qualidade, confiabilidade e na segurança das instalações elétricas”. Explica o professor e engenheiro eletricista Hilton Moreno, que é também Consultor Técnico da IFC/COBRECOM.

De acordo com o profissional, com essas interferências podem ocorrer, por exemplo, perdas de sinais. Ou mesmo, falhas em processos industriais, erros em transmissões e análise de dados, defeitos relacionados a alarmes e outros problemas de segurança pessoal e patrimonial.

Vale lembrar que os campos eletromagnéticos são gerados por diferentes fontes presentes em um ambiente.

Segundo Moreno, até mesmo descargas atmosféricas que ocorrem longe da instalação, podem provocar tensões e correntes induzidas nos condutores elétricos. Com isso, causam distúrbios de tensão e corrente em condutores elétricos, afetando o funcionamento da instalação elétrica como um todo ou em partes dela.

“Também é possível que os cabos de potência que operam em tensões de 127, 220, 380, 440 volts ou até mais. Isso pode também ser a própria fonte geradora dos campos eletromagnéticos que causam as interferências em outros sistemas que funcionam em tensões menores. No caso, como os de controle, sinalização, alarme, entre outros”, ressalta o Consultor Técnico da IFC/COBRECOM.

Dessa forma, o papel da blindagem aplicada aos cabos elétricos em geral é criar uma “gaiola de Faraday”. Este produz uma barreira à saída ou entrada de campos eletromagnéticos em um cabo.

Aplicações

Os cabos blindados são indicados para situações ou locais onde se sabe que existe ou que se imagina que possa haver o risco de interferências. Como por exemplo as eletromagnéticas, que poderão prejudicar o funcionamento do circuito elétrico ao qual o condutor estará servindo.

Quando esse risco é previsível, então blindar um cabo de controle elimina ou reduz drasticamente os perigos resultantes das interferências eletromagnéticas naquele circuito ao qual o cabo blindado é ligado”, diz Hilton Moreno.

Quais tipos de cabos podem receber a blindagem?

A blindagem pode ser aplicada em qualquer tipo de cabo.

Porém, é mais comum a sua aplicação nos cabos de controle, sinalização, alarme, instrumentação, telefonia, entre outros. No caso, aqueles que operam em baixas tensões, como 12, 24 e 48 volts. E que são as principais ‘vítimas’ das interferências eletromagnéticas produzidas por outras fontes, como os cabos de potência, descargas atmosféricas, grandes cargas elétricas que operam no ambiente, etc.

“Nesses casos a blindagem tem por objetivo bloquear ruídos eletromagnéticos vindos do exterior. Impedindo que penetrem no cabo, evitando assim que o sinal que ele conduz seja afetado”, revela o Consultor Técnico da IFC/COBRECOM.

Já com relação à blindagem dos cabos de potência, o profissional explica que, apesar de não ser muito comum, quando aplicada serve para evitar que o campo eletromagnético saia do cabo em direção ao ambiente, evitando que o cabo de potência seja uma das fontes de ruído eletromagnético.

“Importante lembrar que, no caso de cabos com fibras ópticas, não há nenhuma necessidade de aplicação de blindagem. Isto é, não existe o fenômeno de interferência eletromagnética em condutores não metálicos, como é o caso do vidro”, conclui Moreno.

Tipos de blindagens

O professor e renomado engenheiro eletricista Hilton Moreno esclarece que existem basicamente as blindagens a fios ou fitas ou tranças, de cobre ou alumínio (com base ou não de poliéster), que são aplicados longitudinalmente ou helicoidalmente.

Segundo ele, o tipo de material escolhido e a forma de aplicar a blindagem determinam o fator de blindagem do cabo. Ou seja, o quanto ele impede que o campo eletromagnético saia ou entre no cabo.

“O tipo de material e a forma de aplicar dependerá do grau de blindagem (fator de blindagem) necessário em cada caso. O que deve ser definido pelo projetista ou instalador”, completa Moreno.

Quer saber mais sobre este assunto? Visite o site da Fenasucro & Agrocana e veja o que a IFC/COBRECOM oferece em soluções voltadas a este tipo de questão clicando aqui. E continue se inteirando sobre o mercado na Plataforma Energia Que Fala Com Você.