Abinee defende realização do leilão de 5G neste ano

0
321
abinee-defende-leilao-de-5g-neste-ano

O leilão da tecnologia 5G precisa ser realizado neste ano, defende a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Oficialmente, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mantém a realização até o fim deste ano, mas o presidente da Agência, Leonardo Euler, avalia que o leilão de 5G só deverá ocorrer em meados de 2021.

Ele fez a declaração em recente teleconferência. Clique aqui para saber mais a respeito.

Atendendo solicitação do Energia Que Fala Com Você, a Abinee reforça sua defesa para que o leilão de 5G seja realizado ainda neste
2020, como até então está proposto pela Agência. Essa defesa foi recomendada pela Abinee em cartas recém-enviadas para a Anatel e para ministérios. Clique aqui para mais informações sobre essas propostas.

A Abinee também respondeu a questões sobre 5G encaminhadas por este portal.

Confira:

Quais as consequências de este leilão não ser realizado em
2020?
Com a eventual postergação do leilão e dos investimentos, haverá um atraso na implantação e na entrada em operação de redes 5G no Brasil.

E, com isso, o consumidor final – seja ele industrial,
comercial e de serviços – esperará mais tempo para utilizar uma tecnologia já em estágios mais avançados de adoção em vários países.

Quais os ganhos da tecnologia 5G para os consumidores?

A tecnologia 5G possibilita conectividade com grande largura de
banda e menores tempos de resposta (baixa latência), não apenas na
comunicação entre pessoas e sistemas, mas também entre ‘objetos’ (máquinas, equipamentos, dispositivos), dando maior significado à chamada Internet das Coisas (IoT).

O uso disseminado da tecnologia resultará no incremento da
produtividade dos setores da economia, com flexibilização das linhas de produção na indústria e com novas formas de criação de valor na prestação de serviços. 

O Brasil possui empresas dotadas para atuarem como fornecedoras da tecnologia 5G?

Sim. O país tem empresas com alta capacidade de inovação para
atuar como fornecedoras de bens e serviços para a implantação dessa
tecnologia, bem como temos instituições científicas capacitadas para colaborar no desenvolvimento de soluções e instrumentos de fomento a startups de tecnologia e de serviços.