Brasil terá primeira cooperativa de energia solar em favela do RJ

0
469
primeira-cooperativa-de-energia-solar-favela-rj

As comunidades da Babilônia e do Chapéu Mangueira, localizadas no Rio de Janeiro (RJ) serão as primeiras favelas brasileiras a implantar uma cooperativa de energia solar. O projeto está sendo desenvolvido pela ONG Revolusolar.

Segundo Eduardo Avila, diretor executivo da Revolusolar, este é um projeto piloto que deve se estender por todo o país. “Vai ser uma instalação de uma usina de 26 kWp no telhado da associação de moradores, que vai atender 30 famílias. É um projeto piloto, porque entendemos a importância de validar as operações, a percepção das pessoas e moldar a forma de comunicação, para depois replicar. A implantação deve empregar cerca de dez pessoas, entre instaladores solares e embaixadores comunitários, sendo todos moradores da comunidade”.

A implantação da usina vai impactar positivamente as duas comunidades instaladas na capital carioca, já que a tarifa de energia no estado do Rio de Janeiro é uma das mais caras do país. E, segundo Avila, a concretização deste projeto está em sintonia com a realidade de quem mora em comunidades cariocas.

“Percebemos que essa solução de geração compartilhada resolve muitos dos problemas técnicos e econômicos que existem para expandir a solução. Além disso, harmoniza com este senso de comunidade, de cooperação, que é tradicional na favela. A LONGi e a GoodWe estão entrando como parceiras nesse projeto, doando os equipamentos e estamos planejando os próximos passos”, esclareceu Eduardo Avila, diretor executivo da Revolusolar.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions sobre o mercado. Para continuar lendo, visite o site Canal Solar com a matéria completa.