Novo poço de petróleo e operações no pré-sal da Bacia de Santos
Imagem: Pixabay

Recentemente a Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgou novas atividades da Petrobras em blocos exploratórios no pré-sal da Bacia de Santos.

Nesse sentido, a estatal petroleira brasileira iniciou nesta semana a perfuração no campo de Búzios. Ainda de acordo com a ANP, a operação com a finalidade de descobrir um novo poço está sendo feita em lâmina d’água de 1.850 metros.

A região leva o nome técnico de 9-BUZ-48D-RJS. Este campo, em Búzios, foi descoberto na região do pré-sal da Bacia de Santos ainda em 2010, e ao mesmo tempo é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo. Juntamente com este, existem ainda cinco plataformas ativas, com perspectivas de aumento em breve.

Leia mais:

Licença de operação do FPSO Carioca, no pré-sal da Bacia de Santos

Do mesmo modo, a Petrobras segue com licitações para contratar mais três plataformas FPSOs para Búzios. Isto, fora as licitações para fornecimento de sondas, serviços de poços e sistemas submarinos de coleta e exportação.

Os pedidos são para as unidades P-78, P-79 e FPSO Almirante Tamandaré, que serão instaladas no campo. Ao passo que iniciar as negociações com o fornecedor offshore SBM Offshore, a Petrobras também requisitou ao Ibama licença de operação FPSO Carioca.

Atualmente, o navio-plataforma FPSO Carioca se encontra em fase final de construção na Modec, e será capaz de processar 180.000 barris de petróleo bruto por dia; 6 milhões de m³/dia de gás natural; e tem capacidade de armazenamento de 1.400.000 barris de petróleo bruto.

Já o FPSO em Búzios, terá capacidade de produção de 225 mil barris de petróleo e 12 milhões de m³ de gás por dia, começando a produzir no segundo semestre de 2024. Enquanto isso, na última atualização feita pela Petrobras, o navio plataforma carioca deve entrar em operação já ano que vem.

Por fim, continue acompanhando as notícias do setor de petróleo e gás assinando a newsletter do portal Energia que Fala com Você.