Logística tecnológica é diferencial no mercado de bioenergia
Imagem: Arquivo

A adoção de um sistema de logística tecnológica eficiente voltado ao mercado de bioenergia, é visto como um diferencial. Isto porque essa questão logística e de transporte no mercado brasileiro de energia é essencial.

Somente as usinas de açúcar, etanol e bioenergia do Brasil integram um universo com centenas de unidades espalhadas por 15 dos estados brasileiros. Neste sentido, há uma capacidade de produção imensa e o custo dessa produção é impactado em cerca de 30% pela questão logística.

Pensando nisso, a Fenasucro & Agrocana, em parceria com a Dassault Systèmes, organizaram um webinar sobre o tema. O assunto será sobre “Impacto da otimização logística para a colheita e transporte de matéria-prima no setor de Bioenergia e como a tecnologia pode ser decisiva nesse cenário?”.

Leia mais sobre o tema:

Debatendo logística tecnológica no dia 10/12

O encontro com toda a cadeia de profissionais do setor acontecerá nesta quinta-feira (10/12), a partir das 17h, para debater sobre logística tecnológica.

Na grade, teremos a participação de representantes de empresas como a Scania Brasil; Atvos; Dassault Systèmes; e do Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial – ESALQ-LOG, da USP (Universidade de São Paulo).

De acordo com o diretor agrícola da Atvos, Rodrigo Vinchi, a tecnologia representa ganho de produtividade e redução de custos. Tuso isso, por meio da implantação de estratégias de gestão integrada.

Ainda segundo ele: “Investimentos em tecnologias para otimização da logística agrícola tornaram-se sinônimos de estratégias inteligentes.

É impensável conceber um planejamento sem considerar o uso de novas ferramentas e soluções digitais. São inquestionáveis os ganhos de produtividade e de desempenho; e a redução de custos a partir de uma gestão integrada de dados e processos”, afirma Vinchi.

Motivos para você participar do webinar, segundo especialistas

Assim como Vinchi, os demais profissionais que irão agregar ao webinar -que acontece neste dia 10/12, às 17h -, também compuseram suas principais atribuições para o mercado.

O gerente sênior de vendas da Dassault Systèmes, André de Oliveira, por exemplo, afirma; “o processo de otimização é relevante para o setor. “A otimização, baseada em plataformas de simulação, será fundamental para posicionar toda a cadeia logística. Isto pode ser visto em um novo patamar de rentabilidade nos negócios”, diz.

Já o professor Dr. José Vicente Caixeta Filho; fundador e coordenador do Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial – ESALQ-LOG; e professor titular do departamento de Economia, Administração e Sociologia da ESALQ/USP; aponta o transporte rodoviário como diferencial estratégico para o consumo energético no Brasil.

“O transporte rodoviário vem se preparando para atender as diversas demandas de bioenergia e essas necessidades, naturalmente, vêm se tornando cada vez mais estratégicas para o consumo energético no Brasil.

Esse transporte rodoviário, a princípio, vem se preparando para movimentar cargas, que possam ser pertinentes à demanda de energia, até mesmo no sentido de se ter uma frota que polua menos”, observa Caixeta Filho.

Saiba mais sobre o evento de logística tecnológica

O evento online contará ainda com a participação de Emílio Fontanello, Engenheiro do Produto da Scania Brasil falando sobre as estratégias da empresa voltadas ao mercado de bioenergia.

O webinar faz parte da Fenasucro & Agrocana TRENDS, hub de conteúdo para o mercado. A plataforma foi lançada neste ano de 2020, com o objetivo de levar novas informações e conhecimento a toda cadeia produtiva do setor de bioenergia.

“O setor de transporte e logística retém 30% dos custos de produção no setor de bioenergia. Tecnologias e alternativas que fomentem eficiência são fundamentais para reduzirmos este número, que impacta o preço final ao consumidor”, aponta Paulo Montabone, diretor da FENASUCRO & AGROCANA.

Por fim, os interessados em participar devem fazer a inscrição com antecedência, uma vez que as vagas sejam limitadas.