Produção de petróleo e gás natural cresce no Brasil em 2020
Crédito: Harald Pettersen

No ano passado, a produção de petróleo e gás natural atingiu o recorde no Brasil, chegando a até 3,74 milhões de barris de óleo por dia, segundo a ANP. Considerando os números, o aumento totalizou 5,5% do crescimento se comparado ao ano anterior. 

Conforme o Boletim Mensal de Produção de Petróleo e Gás – divulgado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis -, desde 2016 a alta acumulada chegou a 17,1%. Já em relação a 2010, o aumento alcançou 52,71%. 

Somente a produção de gás natural obteve aumento considerável de 4,1% em comparação a 2019. Desde 2016, esse número subiu 23,1% e segue em crescimento. A saber, a produção média de petróleo no país chegou a 2,94 milhões de barris por dia em 2020.

Já o gás natural atingiu 127 milhões de metros cúbicos por dia, segundo a Agência Brasil. Em 2016, o Brasil produziu cerca de 2,509 milhões de barris de petróleo e 104 milhões de m³ de gás. 

Leia mais:

Capitais do Brasil que mais colaboraram para o aumento de produção de petróleo e gás natural em 2020

No boletim divulgado pela ANP, os dados consolidam, a princípio,s as informações gerais de 2020 e do mês de dezembro. Em suma, a Bacia de Santos, que lidera desde 2018, garantiu sua posição ainda este ano, chegando a 66% da produção de petróleo e 67,3% da produção de gás no Brasil. 

O Rio de Janeiro, por sua vez, garantiu 79,3% da produção nacional de petróleo e 55,8% de gás natural. Neste período se somou os maiores percentuais desde 2016. 

Por último, São Paulo entra com 9,1% para a produção de petróleo e 15% para o gás. Em relação a 2016, o crescimento não chegou a ser significativo. 

Produção cresce também em janeiro

Ainda sobre as boas notícias para 2021, a produção seguiu evoluindo e garantiu resultados expressivos em janeiro, se comparado ao mês de dezembro de 2020. Somente o petróleo alcançou 5,26%, com média de 2,870 milhões de barris por dia. 

Já a produção de gás natural evoluiu 7,36%, alcançando cerca de 136,327 milhões de m³ diários. Os dados são do Painel Dinâmico de Produção de Petróleo e Gás Natural, também divulgados pela ANP. 

Além disso, houve um aumento de 30% somente na produção do campo de Búzios. No local, a marca atingiu 643,5 mil barris de óleo equivalente por dia. Neste aspecto, se somou a produção dos campos de Tupi e Búzios, ultrapassando 50% da produção nacional. 

A produção do pré-sal, por sua vez, voltou a superar 70% do total nacional em óleo equivalente. É o que salienta a ANP, revelando o Rio de Janeiro como principal capital produtora de petróleo e gás natural em janeiro de 2021. 

Quer saber mais? Consulte o painel completo clicando aqui

Por fim, para maiores notícias sobre o mercado de energia, acompanhe diariamente o Portal Energia que Fala com Você