Geradores de energia ajudam a reduzir conta de luz

Confira detalhes desses equipamentos, que ganham importância cada vez maior na indústria e no agronegócio

Além de garantir o suprimento, os geradores de energia também ajudam a reduzir a conta de luz
Hands off my tags! Michael Gaida from Pixabay

Geralmente eles são conhecidos como os bombeiros das situações de emergência energética. Se há falta imprevista, basta acioná-los. Se a interrupção no fornecimento é programada, eles também podem ser recrutados. Não há tempo ruim para os geradores de energia.

Tradicionais no mercado, esses equipamentos se tornam peças-chaves em episódios lamentáveis, como o blecaute registrado no Amapá no dia 3 de novembro de 2020, por conta de incêndio em subestação de energia.

Foi um mês para ser esquecido, até porque no dia 17 foi registrado um novo apagão. A situação só foi normalizada na última semana de novembro e, até lá, uma das poucas soluções foi o recrutamento de grupos geradores.

Eles foram integrados ao sistema de distribuição com a oferta de 45 megawatts (MW) (ler mais aqui). Para se ter ideia do peso desse montante, ele equivale a 19% dos 245 MW médios de disponibilidade no Amapá, segundo o Ministério de Minas e Energia (confira mais aqui).

Fora situações caóticas como as registradas no Amapá, os geradores de energia ganham cada vez mais espaço entre setores peso-pesados da economia como a indústria e a agroindústria.

Cada segmento desse tem características bem próprias, mas, no geral, ambos convivem com operações de emergência e picos de consumo.

Vale aqui comentar que em estados como São Paulo, o horário de pico de consumo ocorre entre 18 e 21 horas. É quando funcionam ao mesmo tempo fábricas, iluminação pública, iluminação residencial, vários eletrodomésticos e a maioria dos chuveiros (ler mais aqui).

Leia também: Chineses reforçam investimentos em energia no Brasil

Geradores de energia podem reduzir o valor das contas em 30%

Mas seja para a indústria geral ou a agroindústria, é fato que a energia elétrica é vital para a realização dos processos cotidianos. Ocorre, no entanto, que o suprimento pelas distribuidoras de energia nem sempre é o suficiente para atender 100% do suprimento necessário.

Os geradores entram nessa hora, como garantidores do fornecimento de energia 24 horas por dia e para impedir eventuais imprevistos.

Até aí não há novidade alguma e é de conhecimento que a maioria das empresas industriais possui seu ‘bombeiro’ de reserva, seja adquirido ou alugado.

No entanto, os geradores de energia ganham relevância não só como garantidores de suprimento de energia. Eles também são estratégicos para economizar na conta de luz.

Economia na conta de luz

O portal de notícias Energia Que Fala Com Você apurou ser possível economizar em até 30% os gastos com energia, principalmente nos horários de pico, quando os preços do quilowatt-hora (kWh) disparam.

Uma das explicações para essa economia leva em conta as condições na geração e transmissão de energia, baseadas em bandeiras verde, amarela e vermelha. Com elas, as contas sofrem significativos aumentos.

O gerador está fora dessa situação porque seu custo é constante. Além disso, traz maior previsibilidade sobre o quanto será gasto com seu uso.

Aí entra um detalhe: o tipo de combustível do grupo gerador.

Óleo diesel, óleo combustível e gás estão entre os mais empregados. Como se sabe, o diesel tem subido de preço desde o começo de 2021 e a tendência é de novas altas. E se ele fica mais caro, também encarece o gerador.

Mas aí entram as prestações de serviços das empresas especializadas em grupos geradores. Muitas já trabalham com a dinâmica de atendimento de EaaS (sigla para Energy as a Service), ou seja, energia como serviço. Em resumo, é quando a empresa fica responsável pelo fornecimento de energia para o cliente.

Com isso, o contratante fica responsável pelo monitoramento da operação, possíveis manutenções, consertos ou substituições de peças e, quando necessário, de atualizações tecnológicas e qualquer outro tipo de mudança.

Muitas vezes, as especializadas também trabalham na modalidade Turnkey, na qual o cliente só paga pela eletricidade consumida.

Mas se a opção for pela compra do grupo gerador, fornecedoras de geradoras oferecem financiamentos por meio de parcerias com bancos.

Enfim, ninguém duvida que os ‘bombeiros’ sejam essenciais para o dia a dia. Já o universo de suas características e gestões de emprego avança conforme cresce a demanda por eles.