Através de parceria inédita, ONPOWER pode chegar a gerar mais de 1 MW de energia limpa em usina instalada na região norte

Através de parceria inédita, ONPOWER pode chegar a gerar mais de 1 MW de energia limpa em usina instalada na região norte
Foto Divulgação ONPOWER

Com a crise hídrica deste ano, uma das maiores que o Brasil já viveu, o setor elétrico já acumulava 10 anos sem incentivos e investimentos. Nesse período o governo estimulou a criação de termelétricas para geração de energia com base em motores a óleo, gás e carvão. Para se ter idéia, no último dia 02 de julho, a matriz energética brasileira rodava com 29% de termelétricas. Na tomada a energia que recebemos é a mesma, mas o impacto para o bolso do consumidor final, só em julho, o impacto foi de 52% de aumento na conta de energia. Além disso, desde 2013, o nível dos reservatórios nunca mais se recuperou devido à falta de chuvas e, se em outubro as chuvas não voltarem, esse cenário pode se agravar ainda mais. 

Tudo isso fez com que o Brasil buscasse alternativas e parece estar dando resultado já que, se em 2001 tínhamos uma matriz energética com 81% da sua geração proveniente exclusivamente de hidrelétricas, agora em 2021 essa porcentagem já caiu para 62%, abrindo oportunidades para outras fontes de energia se desenvolverem.

ONPOWER - Foto Divulgação

É o caso por exemplo da energia proveniente da biomassa, hoje com uma capacidade instalada de 15.604 MW, o que já representa 9% da matriz elétrica do país, ficando atrás apenas da hídrica, eólica e gás natural. Porém, com o potencial do Brasil para produzir biomassa, sendo um dos principais produtores agrícolas do mundo, a participação deste tipo de fonte geradora na matriz energética do país pode aumentar muito nos próximos anos.

E é justamente aí que a ONPOWER, em parceria com a ZEG Biogás, viu oportunidade para expandir seus negócios por todo o território nacional, tendo instalado uma usina com potência para gerar 1 MW de energia limpa, proveniente do biogás, a 100 quilômetros de Belém, capital do Pará. Neste projeto, a ONPOWER forneceu todos os grupos geradores para a geração de energia destinada ao uso e consumo da planta industrial e a ZEG se responsabilizou pelo plano de captação e purificação do biogás.

Esse é apenas o início de um grande plano de expansão da empresa para contribuir para o desenvolvimento e impulsionamento da geração de energia limpa proveniente do biogás ou gás natural. Para isso, a ONPOWER diversificou a fabricação de grupos geradores movidos a gás natural e biogás, atendendo potências que vão de 477 a 1000 kVA. Os motores MWM de última geração, que estão à frente da nova linha de 2021, podem chegar até 43,9% de eficiência elétrica. Um salto de inovação dentro do segmento, aproveitando ao máximo todo o potencial da biomassa. 

Quer saber mais? Clica aqui e veja mais novidades e inovação da ONPOWER.

*Publieditorial